Cargo de Especialista de Procura e Logística de Bens e Serviços

Termos de Referência para Especialista de Procura e Logística

Local de recrutamento: Maputo

Duração:  1 ano (com possibilidade de extensão por períodos iguais ou superiores). Os primeiros 3 meses constituem um período probatório.

Cargo: Especialista de Procura e Logística de Bens e Serviços

Local de trabalho:  Escritórios Centrais da Jembi Health Systems Maputo.

  1. Objectivo Geral

A  Jembi  Health  Systems  –  Moçambique,  pretende  contratar  um  Especialista  de  Procura  e logística    de  Bens  e  Serviços  para  apoiar  a  implementação  de  sistemas  de  informação  de saúde,  em algumas províncias do país. Para o sucesso do projecto em alusão, a componente de procura  e logística de bens e serviços    assume um papel preponderante na provisão de bens  indispensáveis  na  quantidade  e  qualidade  certas  e  serviços  de  excelência  para  a viabilização das acções previstas.

  1. Responsabilidades do Especialista de Procura Logística de Bens e Serviços:

O  Especialista  de  Procura  e  Logística  de  Bens  e  Serviços  irá  desenvolver  as  suas  atividades  nos

Escritórios da Jembi  em Maputo, sob supervisão  directa    do  Coordenador Geral, com as seguintes atribuições e responsabilidades:

i. Coordenar e supervisionar a aquisição de bens e serviços no mercado nacional e internacional, incluindo aconselhar a direcção da Jembi – Programa Moçambique sobre matérias específicasde acordo com as normas de lei, da ONG e doadores;

ii. Realizar atividades  de  aquisição  de  bens  e  serviços  de  acordo  com  o  plano  de  aquisições aprovado no âmbito do SIS e de outros projectos em implementação;

iii.  Monitorar a implementação de planos de compras para atender às necessidades dos clientes dentro dos limites orçamentais;

iv. Preparar e actualizar os planos de aquisição de bens e serviços de acordo com a dinâmica e em função das necessidades expressas pelos diferentes utilizadores;

v. Apoiar a gestão de inventário, incluindo a manutenção da documentação exigida e da lista de inventário, garantindo  a  sua  actualização  e  a  realização  de  controlos  físicos  de  inventário, preparação dos relatórios de inventário exigidos, e outras funções relativas ao controlo de inventário;

vi. Criar e manter devidamente organizados em versões eletrónicas e físicas arquivos e base de dados de todos os actos de contratação de bens e serviços adquiridos e facilitar a localização dos mesmos sempre que necessário;

vii.   Supervisionar e assegurar que o processo decorra de forma atempada, transparente e de acordo com as regras  definidas  pelo PEPFAR/USAID/CDC e, sempre que possível, de acordo com as leis e regulamentos de compras governamentais;

viii.   Rever a consistência e precisão dos relatórios de avaliação das propostas, de acordo com os requisitos;

ix. Propor o  pagamento  de  serviços  a  prestadores  selecionados  após  a  conclusão,

monitoramento,  revisão  de  contratos  e  avaliação  de  seu  desempenho,  de  acordo  com  os

compromissos honrando os termos contratuais;

x. Realizar visitas de supervisão e acompanhamento da execução do plano de aquisições a nível provincial, verificar  os  constrangimentos  de  implementação  e  recomendar  melhoriasnecessárias;

xi. Ajudar a melhorar a organização, fluxo de trabalho e tomada de decisão sobre as actividades de compras;

xii.  Verificar a conformidade dos bens e serviços recebidos com as especificações do contrato ou ordem e elaborar relatórios trimestrais de atividades;

xiii.  Assegurar a gestão do armazém de materiais e consumíveis e manter as fichas de estoques actualizadas e aptas para qualquer auditoria;

xiv.  Supervisionar o sistema logístico para o transporte de  bens adquiridos até ao destinatário final;

xv. Realizar outras tarefas que lhe forem incumbidas pelos seus superiores hierárquicos.

Qualificações do Especialista de Procura:

A. Requisitos:

a) Qualificação superior em Direito, Gestão, Administração Pública, ou outras áreas afins;

b) Treino especializado em procura e aquisições de bens e serviços;

c) Larga experiência de trabalho, pelo menos 5 anos em procura de bens e serviços relacionado equipamento e infraestrutura  IT  e gestão de património  incluindo gestão de conferências e eventos profissionais e processos de aquisição competitivo;

d) Experiência comprovada na utilização do Microsoft Office, como Ms Word  (conhecimentos básicos de layout e uso de estilos), Excel (bom) e PowerPoint (bom);

e) Fortes habilidades interpessoais, de negociação e de comunicação;

f) Capacidade de desenvolver e manter relações de colaboração boas com o governo e seus parceiros de cooperação;

g) Excelentes habilidades organizacionais e de produção de relatórios específicos;

h) Capacidade comprovada de comunicar informação técnica complexa de uma forma lógica, sucinta e compreensível;

i) Comprovadas habilidades analíticas, numéricas e de resolução de problemas num cenário detrabalho sob pressão;

j) Boas noções da língua inglesa;

k) Fluência na língua portuguesa tanto falada como escrita, com boa compreensão, assim como expressão;

l) Conhecimentos dos regulamentos PEPFAR/USAID/CDC e de Moçambique e/ou experiência de trabalho em ou com ONGs é uma vantagem e preferência;

m) Alto sentido de responsabilidade;

n) Capacidade de guardar sigilo profissional e,

o) Honestidade e boa integridade profissional.

B. Requisitos adicionais:

i. Curriculum Vitae;

ii. No acto da candidatura dever-se- á submeter 2 ( duas ) cartas de referência;

iii.  Anexar Certificado de Habilitação Técnico – Profissional e,

iv. Carta de motivação com expectativa salarial.

Notas

Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados

Candidaturas:

A Jembi Health Systems encoraja a candidatura de nacionais com idade não inferior a 18 anos. Os interessados deverão até 25 de Março de 2018,  formalizar a sua candidatura, através dos endereços eletrónicos  – katia.paulino@jembi.org  e   antoniom@jembi.org

No  processo de avaliação das candidaturas a Jembi Health Systms  se obriga a cumprir rigorosamente os termos  consagrados  no Código de Conduta  de Kaya Kwanga subscrito entre o Ministério da Saúde e Parceiros de Cooperação (PRINCÍPIOS DA PARCERIA 4.b[1]) não sendo admitido na selecção os funcionários públicos em serviço.

Maputo, Dezembro de 2017

(Visited 87 times, 1 visits today)

Author: Moz Recrutamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *